15 e 16 OUT. TER. e QUA. 10.30H e 14.30
Escuridão Bonita
Serviço Educativo | PGA | 3€ | Limitado a 60 crianças, até aos 10 anos | M/4 anos


Queremos contar uma história como as história são para ser contadas, com afetos.


O teatro é um lugar escurinho e mágico, com as luzes surpreendentes da imaginação a interromper a noite, aqui e ali, onde dizemos “era uma vez” e, depois, sonhamos todos juntos a história de um beijo.


A nossa história é muito cheia de cheirinhos e sabores e abraços indolores. É uma história que se faz muitas vezes, a pouco e pouco, com apenas vinte pessoas na sala. Acontece como uma música longa e em segredo, que interrompe o coração, e, por isso, chamamos-lhe,
ESCURIDÃO BONITA.

Ondjaki // Texto
Cátia Terrinca e João P. Nunes // Criação
Cátia Terrinca // Interpretação e Dramaturgia
João P. Nunes // Imagem
João Filipe // Som e Música
Márcia Conceição // Produção Criação e Produção UMCOLETIVO

22 OUT. TER. 21.30H
Quinta das Flores
Teatro | PA | 4€ | M/12 anos


A Classe de Artes Performativas da Universidade Sénior de Portalegre apresenta a peça “Quinta das Flores”.
A história é original e o texto foi desenvolvido em contexto de aula, sendo da autoria de todos os alunos da turma.
Os elementos cénicos, guarda-roupa e encenação foram idealizados pelos alunos da Universidade.
A História decorre nos anos 50, e retrata as peripécias de uma família da alta burguesia e dos seus serviçais, num texto repleto de momentos de boa disposição.

Interpretação: Alunos da Universidade Sénior de Portalegre
Coordenação: Miguel Monteiro



10 e 11  DEZ. TER. e QUA. 10.30H e 14.30H
Musical A Bela e o Monstro
Serviço Educativo | GA | 5€ | M/3 anos


Na aldeia de Mangrove vivem a Bela Lilian Da Vinci e o seu pai, o inventor Maurice Da Vinci.


É dia de Feira em Mangrove e Bela é cortejada de novo por Gaston, um cavaleiro com modos rudes. Bela recusa de novo casar-se com ele.
Um dia, no Palácio do Reino de Panwa, Maurice faz desaparecer a Rainha numa invenção que correu mal. O Príncipe manda prendê-lo.
O príncipe Panwa fora transformado em Monstro pela cigana Agripina. A maldição lançada ao príncipe Panwa só poderá ser quebrada com um beijo de amor verdadeiro.


Lilian, desesperada, vai até ao Palácio pedir ao príncipe Panwa que liberte o seu pai, em troca da sua própria liberdade.
No Palácio, o Bule e o Candelabro recebem Bela com grande entusiasmo!
Será possível acabar com a maldição do Monstro Panwa?
Vamos todos acreditar, porque juntos somos mais fortes!

Ficha Técnica:
Texto Original e Encenação: Miguel Ruivo Duarte
Letras Originais: Miguel Ruivo Duarte
Direção Musical: Josina Filipe
Coreografias: Mariana Mateus
Figurinos: Marina Mansura
Produção: Companhia Rituais dell Arte
Elenco: Filipa Banazol, Claúdio Louro, Bárbara Jesus, Beatriz Miguel, José Diogo Dias, Martim Forneti

21 DEZ. SÁB. 17H
As Canções da Maria - Espectáculo Infantil
Infantil | GA | 12.5€ | M/3 anos


Era uma vez a Maria, que gostava muito de cantar e fazia  canções a torto e a direito.


Quando as suas filhas, a Mathilde e a Manon, entraram na escola, a Maria começou a escrever e compor canções sobre as matérias, para que elas pudessem brincar ao mesmo tempo, aprender mais depressa e mais facilmente.
O Xavier, marido da Maria e pai das Manas M, inspirou o Mathias, um amigo malandreco das meninas, divertido e cheio de ideias.


Nasceram assim “As Canções da Maria” e seguiram-se “As Canções da Maria II”, sobre muitos temas de Matemática, de Língua Portuguesa e de Estudo do Meio, enormes sucessos, que desde então têm feito as delícias de meninos e meninas, mães e pais, avós e avôs, educadores e professores.


Todos gostam muito de estórias. Assim, e continuando a aventura, criaram “As Canções da Maria – Especial História de Portugal”, para que os meninos e meninas, mães e pais, avós e avôs, educadores e  professores, e todos mais que o desejarem, descubram a nossa História, com cantigas e lengalengas.